Como escolher um Psicólogo?

Escrito em 1 de agosto de 2023 • Por Andreia Ramos

Desenho de Andreia Ramos a simbolizar o processo de escolha

Um psicólogo em Portugal tem de ter uma Licenciatura em Psicologia, um Mestrado em Psicologia e ser membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP). Qualquer profissional que não esteja inscrito na OPP, não pode exercer atos psicológicos, constituindo-se uma ameaça à saúde pública.

 

No entanto, os psicólogos apresentam formação profissional e experiência clínica, abordagens terapêuticas e características pessoais distintas, o que pode ser crucial ter em conta aquando da tomada de decisão da escolha de um profissional de psicologia. Mais especificamente:

  • Formação Profissional e Experiência Clínica: Cada psicólogo teve o seu percurso formativo e profissional, sendo a importância atribuída a cada um dos aspetos muito variável de pessoa para pessoa. Por exemplo, quero alguém com muita experiência? Quero alguém com formação especializada em ansiedade? Quero alguém que estudou na universidade “x”?
  • Abordagens terapêuticas: Há inúmeros modelos psicológicos que a investigação científica valida e demonstra como eficaz como, por exemplo, a Terapia Cognitivo-Comportamental, a Terapia Sistémica, a Terapia Psicodinâmica, a Terapia dos Esquemas, a Terapia focada nas Emoções… Cada psicólogo vai se formando em algum(ns) modelo(s) em específico e a abordagem terapêutica vai delinear a compreensão do funcionamento da pessoa e a intervenção.
  • Características Pessoais: Como qualquer ser humano, temos mais facilidade em combinar com determinados tipos de pessoas do que com outras. Por exemplo, para algumas pessoas pode ser mais confortável uma formalidade entre pessoa e psicólogo e para outros uma abordagem mais pessoal pode ser a privilegiada. A relação terapêutica tem uma importância enorme no sucesso das consultas e é crucial se identificar e sentir bem com quem o está a acompanhar.

Para a recolha das informações supramencionadas, pode tentar encontrar a informação em plataformas que o psicólogo esteja (LinkedIn, Website), pode questionar diretamente o psicólogo e tentar verificar se se identifica com ele e pode perguntar a terceiros acerca das suas experiências com um determinado psicólogo. No entanto, é importante dizer que nem sempre vamos acertar à primeira e que é importante avaliar sempre como se sente num contacto por e-mail, telefone ou até nas primeiras consultas.