O que é a Perturbação de Ansiedade Generalizada?

Escrito em 12 de julho de 2024 • Por Andreia Ramos

Imagem simplista de uma gota a cair na água a simbolizar a ansiedade generalizada

A perturbação de ansiedade generalizada (PAG) pertence às perturbações de ansiedade. É um diagnóstico que se caracteriza por uma preocupação constante e pela presença de sintomas físicos. As pessoas com ansiedade generalizada apresentam dificuldade em controlar a preocupação e exibem problemas como cansaço, irritabilidade, tensão muscular e dificuldades de sono. Contrariamente a outras perturbações de ansiedade, pessoas com ansiedade generalizada apresentam preocupação em relação a uma variedade de eventos, em vez de preocupação em relação a algo mais específico.

Quais são as técnicas comportamentais usadas pelos psicólogos?

Escrito em 3 de julho de 2024 • Por Andreia Ramos

Imagem simplista a simbolizar a mudança com as estratégias psicoterapêuticas comportamentais

A premissa das abordagens psicoterapêuticas mais comportamentais é a mudança de comportamentos de forma a provocar melhorias específicas e a alcançar objetivos terapêuticos individuais. Existem inúmeras técnicas do foro comportamental que devem ser ajustadas à própria pessoa e respetivas circunstâncias e cabe ao psicólogo explicar sempre o racional subjacente a cada uma delas. Assim, algumas das estratégias comportamentais podem ser agrupadas em técnicas de ativação comportamental, técnicas de exposição, técnicas de relaxamento e técnicas de treino de competências sociais.

Devo saber aspetos pessoais da vida do meu psicólogo?

Escrito em 28 de junho de 2024 • Por Andreia Ramos

Imagem simplista a simbolizar a verbalização de informações pessoais da vida do psicólogo

Este processo, em psicologia, é denominado de autorrevelação e consiste em momentos em que o psicólogo revela aspetos da sua vida pessoal à pessoa que acompanha. Uma relação terapêutica (relação entre a pessoa e o psicólogo) é uma relação muito particular em que uma das principais características é a unidirecionalidade da relação. Isto é, é uma relação em que o psicólogo detém de conhecimento profundo acerca da pessoa e da sua vida e a pessoa não detém do mesmo conhecimento acerca do psicólogo. Apesar de a autorrevelação ser, durante muito tempo, considerada prejudicial para a relação terapêutica, algumas investigações têm demonstrado que a mesma pode ser benéfica em determinadas situações.

O que preciso de saber sobre suicídio?

Escrito em 24 de junho de 2024 • Por Andreia Ramos

Imagem simplista a simbolizar a esperança de ultrapassar os pensamentos em relação ao suicídio

Antes de se falar em suicídio, que consiste no ato de causar a própria morte intencionalmente, é importante falar sobre ideação suicida. A ideação suicida consiste na presença de pensamentos (por exemplo, desejo de morrer, pensar em como podia tirar a própria vida) ou comportamentos (por exemplo, comportamentos autolesivos) relacionados com a morte e com o suicídio. Assim, a ideação suicida pode fazer parte de uma lista de sintomas de um diagnóstico como, por exemplo, da depressão mas também pode estar presente em situações de ausência de diagnóstico (mais raro). Dada a gravidade da condição bem como as consequências negativas para a própria pessoa e para quem os rodeia, é importante ter em conta alguns aspetos relacionados com o suicídio.

O que são as Perturbações de Personalidade?

Escrito em 4 de junho de 2024 • Por Andreia Ramos

Imagem simplista de um ábaco a simbolizar as diferentes combinações de personalidade

As perturbações de personalidade consistem em desenvolvimentos atípicos da personalidade, sendo a personalidade a representação das características individuais de cada pessoa. Estas características tendem a ser duráveis e apresentam uma tendência para um determinado comportamento. A personalidade é determinada por fatores biológicos, genéticos e ambientais que, combinados, geram as características do indivíduo e, em determinadas situações, as perturbações de personalidade. Do ponto de vista de diagnóstico e de acordo com o DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais – 5.ª Edição), as perturbações de personalidade são divididas em três grupos: grupo A, grupo B e o grupo C.

1 2 »